Seja Bem Vindo(a) ao portal e-Imóveis!!


Aqui você encontrará notícias, dicas, lançamentos e muitas informações sobre o mercado imobiliário, sobretudo em Brasília. Aproveite o momento para conhecer este atraente mercado, aumentar seu patrimônio, obter lucros e realizar seus sonhos.

Desfrute ao máximo!

_

Este slideshow necessita de JavaScript.

_________________________________________________________

Enquetes:


______________________________________________________________________________________________________

Atual Cenário do Mercado Imobiliário no Brasil e em Brasília

Por João Jacob e Juliana Apostolico , Brasília 27/06/2011

Quem nunca sonhou em constituir uma família, ter filhos, comprar um carro, ter uma boa casa, etc.?
Desde que nos entendemos por gente, nossos pais sempre nos estimularam a tirar notas boas, constituir uma família, ter um bom emprego e um bom lar. E principalmente neste útimo, confesso que tive medo de acabar morando num barracão ou numa área irregular, caso não conseguisse ter suce$$o na vida. Mas, não é necessário ter uma fortuna para comprar um bem imóvel, nem ser um expert no ramo imobiliário, é preciso ter sabedoria ao efetivar uma transação imobiliária. Em muitos casos a aquisição de sua casa própria é uma das maiores conquistas na vida dos brasileiros. Damos início então, a este trabalho na qual nossa intenção é informar, apoiar e atualizar todas as pessoas que se interessam, compram, vendem, investem, ou pretendem fazê-los.
Atualmente escutamos muito a respeito do crescimento imobiliário no Brasil e para falarmos do assunto, voltamos um pouco na historia. Em Brasília, meados da década de 90 ao início da década passada, a valorização do m² foi um pouco tímida, comparada aos últimos anos. De 2003 para os dias de hoje, os imóveis praticamente triplicaram os valores. Vimos pessoas que tinham apenas um terreno ou apartamento em um “lugar qualquer”, dar um up-grade de classe social. E quando falamos de valorização, lembro do famoso “barroeste”. O nome, Sudoeste, é o bairro com um dos m² mais caros da cidade. Este, quando foi lançado, o m² girava em torno de R$ 1.000,00, no início da década de 90; atualmente custa entre R$ 8.000,00 à R$ 10.000,00 o m². A princípio pode parecer assustador e tentador ao mesmo tempo, mas na verdade essa valorização tem relação com dados demográficos que o Brasil apresenta, aspectos sócio economicos e governamentais. Em 2000, por exemplo, o número de famílias no país era de aproximadamente 48 milhões, atualmente passam de 60 milhões. A população, que era de 146 milhões no inicio da década de 90 passou para 192 milhões de pessoas em 2010 no Brasil; especificamente em Brasília, este número saltou de 1,6 milhões no início da década de 90 para 2,6 milhões em 2010, representando um crescimento de 62% em número de habitantes, de acordo com o IBGE.
O Distrito Federal é o segundo maior mercado imobiliário do Brasil, esta região já é detentora de um dos maiores índices de valorização do país, já que 60% da massa salarial é composta por funcionários públicos, que possuem renda fixa e que ganham bem acima da média nacional, segundo dados do Creci. Outro fato é que Brasília é reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO, o que impõe regras de ocupação, e contribui também com a elevação do déficit habitacional que está em torno de 105 mil moradias( desconsiderando áreas irregulares), 6° lugar dentre as cidades do Brasil com maior déficit, de acordo com dados do Ministério das Cidades.

Além de nos últimos anos a linha de crédito no mercado de imóveis ganhou força e regras, nas quais facilitam o pagamento do imóveis, principalmente se for o primeiro, mesmo tendo um critério rigoroso que mantém a inadinplencia a níveis baixos e seguros para o mercado manter a sua longevidade e saúde. É óbvio que eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas, com a maior visibilidade internacional que o país já teve, tenderá a valorizar quase todos os campos de atuação. Nos imóveis isso ocorrerá com o aumento de leitos hoteleiros, valorização de bairros próximos aos estádios e aeroportos, melhorias de infra-estrutura na qual praticamente todas as áreas se beneficiaram, qualidade de produtos(lojas, apartamentos, etc) que tenderá a melhorar de acordo com os padrões internacionais, aumento do interesse de brasileiros e estrangeiros que moram no exterior a migrarem ao Brasil. Estas são algumas espectativas, que nada passam de acontecimentos que já ocorreram em outros países que sediaram estes eventos.
Segundo Elson Ribeiro e Povoa, Presidente do Sinduscon-DF, a construção civil manterá o ritmo de expansão em 2011. Portanto o mercado de construção tende a se intensificar nos anos de 2011, 2012 e primeiro semestre de 2013, que antecedem a estes grandes acontecimentos para o Brasil. A hora de investir é agora!!!

Anúncios